A CRIATIVIDADE É UMA DOENÇA MENTAL


Faltam poucos dias para um novo ano, aqui estou de novo nesse quarto sozinho com minha filha pequena. Eu sempre faço a mesma coisa, me desespero quando olho no relógio e marca 23:30.

- Logo penso "hora de dormir" então me vem à cabeça a ideia de criar algo e corro para fazer, e em quase todas as vezes essa coisa que pensei é tão complexa que eu jamais conseguiria fazê-la em tão poucas horas. Então desisto e olho no relógio já são 02:00 da manhã. Paro e penso, se eu dormir agora, conseguirei acordar pelo menos as 9 da manhã.

    Seria bom se eu dormisse, deito na cama, rolo para um lado, penso numa coisa, penso em outra. Começo a refletir sobre minha vida, sobre o tempo está passando, começo a lembrar do amor da minha vida. Acendo um cigarro depois de muitos já acessos, me pergunto porque estou aqui tão só. Então volta a reflexão do "preciso fazer algo" ficar parado não vai me levar para lugar nenhum.
  Penso que ao invés de eu estar aqui deitado pensando, eu poderia estar criando ou concluindo algo, afinal estou sem sono e tempo não para. Olho para o relógio e já são 04:00 da manhã, falo comigo mesmo "não vou dormir nem fodendo" e nem posso, dormir agora faria eu acordar depois do meio dia oque não é uma coisa boa.

   Levanto e corro para uma mesa, agarro num papel e começo a fazer uma coisa totalmente nova que acabei de bolar. Estou empolgado, mas tenho raiva do meu perfeccionismo em tudo, eu poderia fazer as coisas bem mais rápidas.  Sempre que eu consigo uma maneira mais rápida de fazer algo, eu invento uma maneira melhor que dá mais trabalho. Eu fico numa disputa mental comigo mesmo "não precisa fazer esse mínimo detalhe, ninguém vai notar, ninguém faz" mas eu ignoro sempre a voz dentro de mim e fico horas fazendo uma coisa que eu poderia ter feito em minutos. 
   Aí vem o relógio que eu vejo todos os dias pela manhã, que são as frestas da minha janela, vejo a droga da claridade. Pois o tempo não me perdoa, ele simplesmente vem. Meu deus! São 08:00 horas da manhã, porque? Todos tiveram uma ótima noite de sono e estão levantando agora, bem dispostos, sem sono, descansados.

   Não terminei nem um terço do que tinha me proposto a fazer, o sono está bem mais forte. Olho e volta e só vejo maços de cigarros vazios, embalagens de biscoito, copos de café e uma grande cortina de fumaça em um quarto que eu não abro a janela pois odeio tudo que está lá fora.