Sonhos de justiça

   Quem dera não fosse só minha imaginação fértil projetando minhas angustias, medos e sonhos, não para um mundo melhor, nem mais humano, porém onde crimes violentos não sejam tolerados muito menos fiquem impunes, ou sejam justificados, pelo tamanho da roupa, pelo lugar que frequentamos, mas para um mundo onde a justiça seja feita.

   Já imaginou se alguns dos nossos heróis prediletos pudessem sair dos quadrinhos, por 2 horinhas, sei lá, se tornassem reais, quem sabe o justiceiro, Punisher, sei que ele é  mais anti-herói do que herói. Mas depois do que aconteceu no Rio de Janeiro, mais de 30 homens estupraram uma jovem, entendo as razões que o levaram a procurar fazer justiça com as próprias mãos, talvez o medo de que nada fosse feito, eram seus filhos, sua família, a jovem poderia ser minha irmã, sua irmã, sua filha ou sua amiga.

   Tenho certeza que Frank caçaria e encontraria todos. Ele que dedicou sua vida a perseguir criminosos, combateria sim, tamanha brutalidade. Sei que a moral de Frank é duvidosa, ele usa de meios cruéis para com seus inimigos, quem liga para sua moral diante do ocorrido? Esses 30 seres também usaram de meios cruéis para torturarem e abusarem dessa jovem.
Consigo imaginar o cavaleiro das trevas, Batman, ou quem sabe Rorschach, usando de todas as suas técnicas para capturarem os algozes dessa garota, nenhum deles sairia impune, pagariam pelo ato cruel e inescrupuloso que cometeram.

   Não escolhi heróis com mega poderes, garras, visão de raio-x, escolhi os  que resolveram fazer a diferença, defender a sociedade, que fique claro, cada um a seu modo.  Mas motivados por um único sentimento de justiça, o mesmo que clama, hoje,  nossa sociedade.
Esses foram os devaneios de uma jovem que diante de tamanha crueldade quis por uns segundos sonhar com justiça ou com alguém que possa fazê-la.