Humanos e as Árvores

 

    Existe alguém que pode explicar como você pode gostar de outro ser, pensar e não saber como e porque? 

  Um dos principais factores que diferencia os humanos dos animais é o simples facto de conseguirmos pensar e criar situações que na vida real seriam impossível de acontecer. Quem nunca sonhou que estava voando como um pássaro? Ou deu vida a um dos pesadelos mais comuns que é cair em queda livre pra sempre no escuro, sem saber o que te espera no fundo e se sentindo muito incapaz/indefeso, sem ter chances de voltar atrás. 
  Talvez nunca conseguirão explicar  ou replicar de forma cibernética como funciona ou como se cria essas sensações, pois é algo muito único da mente humana, lendo isso você acabou de imaginar você mesmo em algumas dessas situações, viu como foi rápido e espontâneo, quase automático.

   Quando se une esse processo de criação com o sentimento de gostar, você por várias vezes procura entender como funciona sua mente e porque ela está fazendo aquilo consigo. Muitas das vezes em momentos inconvenientes, em momentos que você não desejar pensar naquela pessoa. E não adianta tentar confrontar essa segunda consciência que se criar dentro de você, pois você sempre perde. Contra ela, cai por terra tudo que você acredita, tudo que você quer ou não quer. Sua única saída é tentar se adaptar a ela e respeita-lá. Se tentar fazê-la parar, ela vai te vencer sem fazer força, pois ela nem se quer pensa, assim como a força de uma correnteza. 
  
   Se já é difícil e complexo tentar entender como funciona a sua própria mente, você se torna mais inútil ainda quando tenta entender como funciona a mente de outro ser. Quando você pensa em alguém, na maioria das vezes se pergunta se a pessoa do outro lado está pensando também, tentando criar um vínculo de pensamentos únicos com a pessoa como se fosse uma conversa por whatsapp. Quem sabe em um futuro distópico essa tecnologia já exista e nesse exato momento dois seres estão falando sobre como seria o mundo se as pessoas não pudessem partilhar as suas consciências. Mas voltando a nossa realidade, a verdade é que dentro da nossa mente somos únicos e sozinhos, o ponto negativo disso tudo é saber que você pode viver, conhecer e se relacionar como for, mas você nunca irá saber como um outro ser te enxerga. Pois existem pessoas boas com pensamentos ruins, pessoas ruins que só pensam em coisas boas, pessoas que pensam demais e outras que nem pensam para fora de si mesmo. 
     Por isso às vezes você precisa pensar como uma árvore, apenas fazer o que tem de fazer, isso manterá sua mente ocupada e distraída com seus frutos, pois o tempo que você perde no seu dia, se preocupando e lembrando daquele ser. Ele pode ser uma árvore e no bioma dele, você não cresce.